Sou brasileira.

  Sou brasileira. Paulistana, nascida e criada na capital. Cidade em que vivi por 39 anos. Sou brasileira. Quando cheguei à capital americana, de mala e cuia no inverno gelado de 2014, senti meus ossos tremerem, de frio, de medo. Sou brasileira. Enfrentei uma língua que não dominava muito bem, enfrentei sozinha, o pânico deContinuar lendo “Sou brasileira.”

Somos reflexos de nossas escolhas

Dizer que são tempos estranhos é chover no molhado. O mundo parece que saiu dos trilhos, principalmente para aqueles desatentos que não perceberam que esses trilhos nunca existiram. Mas então o que mudou? Acho que a internet e as mídias sociais estão entre as maiores revoluções da humanidade. A informação é rápida e em segundosContinuar lendo “Somos reflexos de nossas escolhas”

Aquilo que escondemos: nossa energia verdadeira

Sim! Estamos vivendo uma realidade invertida, um cotidiano às avessas. A vida, como é, está cada vez mais se tornando desinteressante e cedendo seu lugar às stories forjadas e cheias de filtros. Há filtros para tudo!

Maternidade – um banho exagerado de doçura

Não basta ser filho, não basta ser mãe. Faz parte do jogo da vida contemporânea expor ao máximo nossas intimidades, numa espécie de competição velada: quem teve o dia das mães mais bonito? Quem demonstra mais o seu amor? Quem é a mãe perfeita?

As pequenas grandes mentiras…

Me faltou ar. Fazia tempo que um filme, ou série de televisão tivesse esse impacto em mim. Estou falando de Big Little Lies. Essa micro-série da HBO que se encerrou ontem, foi gloriosa em suas escolhas. A começar pelo elenco afiadíssimo, sobretudo Nicole Kidman no papel mais marcante de sua carreira. Esse show foi baseadoContinuar lendo “As pequenas grandes mentiras…”

Que venham as flores….

Já chegou a Primavera por aqui e essa será a minha terceira desde que deixei o Brasil. Engraçado, tenho 41 anos e só passei a apreciar e esperar pela Primavera desde que vim para cá. Claro que o inverno longo e monocromático, é um dos grandes responsáveis por isso, mas não quero atribuir essa esperaContinuar lendo “Que venham as flores….”

Get out! Sobre a cor da nossa pele e outras coisitas mais….

Fui, meio a contragosto, assistir ao filme Get Out com as minhas filhas. Filmes de terror nunca foram meu forte, mas mesmo assim resolvi encarar e que ótima decisão!! Em um ano histórico, com uma das maiores premiações da história do Oscar a filmes estrelados e produzidos por afro-americanos, além de histórias que abordam aContinuar lendo “Get out! Sobre a cor da nossa pele e outras coisitas mais….”

Somos todos iguais…simples assim.

Não somos exclusivos, não somos especiais e nem a última cereja do bolo. Também não somos os renegados, coitados e únicos sofredores nesse mundo. Se é assim, por que então nos agoniamos tanto com nossas próprias vidas? Ou por que nos sentimos sempre tão importantes e extraordinários?